Anjo Moreno

Andava por entre abismos
Levada por antigas ilusões,
Quando apareceu em meu caminho
Um anjo de minha salvação.

Na descrença de palavras idôneas
E ausência de remota esperança,
Encontrei o seu olhar.
Fascina percebi: eu também estava a lhe salvar.

Anjo, de onde vens?
Chegaste em minha vida mudando a trama,
Pedes pra eu ir além.
A tristeza não mais me chama
Levaste toda a minha dor.
És belo, forte, atraente.
Muito mais que encantador.
Tão sensível, quanto valente,
Um mistério de luz e calor.

Caíste, caí junto.
De uma forma a levantar.
Coração renasce. Inspiração ressurge,
Enquanto me ensinas a voar.

Anjo de asas negras,
O que mais dizer de ti?
Teu sorriso me ilumina,
Tua vontade me alimenta,
Teu beijo me alucina,
Teu corpo me atormenta.
Anjo, doce e sereno.
De coração nobre, sabor moreno.
Salvo a ti, salvas a mim.
E juntos nos perdemos.

Imagem: Pinterest

Sobre o Autor

Mia Coutinho

Publicitária por formação, aeromoça por opção e escritora por paixão. Virginiana, perfeccionista, mãe do Henri. Entre fraldas e mamadeiras, entre pousos e decolagens, entre artes e artimanhas, ela escreve. Escreve porque para ela, escrever é como respirar: indispensável à vida!

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove