Ela é de lua

Ela é de lua, ela é de sol, ela é de estrela e de tudo mais o que você imaginar. Ela é de momentos, ela é da vida, ela é da intensidade, ela é de risadas, ela é de bons momentos, ela é de amor, ela é bons filmes, ela é de bons livros, ela é de boas músicas, ela é de boas vibrações, ela é da paz.

Há quem diga que ela é de lua por acordar de cara amarrada alguns dias, há quem diga que ela é de lua por responder de forma sucinta – o que muitas vezes soa como grosseria – e ainda há quem diga que ela é de lua porque se apaixona, mas não namora.

Ela tem tempos ruins, afinal não deixa de ser humana, mas ela releva tudo o que puder pra que não afete o seu coração. Ela não tem tempo para machucados e gente de má fé. Não tem paciência com picuinha e pessoas vazias porque ela é completa, não precisa que ninguém a complete, nem que a transborde. Ela já transborda sozinha.

Onde passa deixa a sua marca, seja um ensinamento, um momento ou um sentimento. Não é do tipo que entra na sua vida pra ser esquecida, faz mais o tipo de uma tatuagem permanente, e que por mais que você faça o processo de remoção, alguma marca sempre fica, mesmo que seja a de dor.

Ela tem esse jeito dela meio tsunami, que faz um transtorno por onde passa, mas no fundo ela se parece mais com um dia calmo de verão. Ela gosta da leveza que uma música traz ao tocar o coração e por isso sai por aí cantando pra quem quiser ouvir. Não tem vergonha ou medo de ser quem é, ela simplesmente é e ponto.

Ela é de lua, ela é do mar, ela é do campo, ela é da cidade, ela é do mundo inteiro. Ela é de Marte, de Vênus, de Saturno e de Plutão. Ela acredita em signos, mas não em combinações amorosas por signo. Tenta acreditar fielmente que seus defeitos são causados pelo seu signo e não por ela mesma.

Quer ser livre e explorar o mundo inteiro, mas deseja ter alguém para compartilhar suas aventuras. Ela vê a vida de um outro ângulo. Crê que não há maré ruim, basta saber remar. Tem plena convicção que sozinha ela pode muito, mas com alguém ao seu lado a ajudando ela pode muito mais.

Se existe uma coisa que a abastece e a faz correr atrás dos seus objetivos é o amor. O amor pelo seu trabalho, o amor pelo seu futuro, o amor próprio. Mas há também outro tipo de amor que ela acredita: o amor entre duas pessoas que desejam o bem uma da outra. E pra ela o namoro não existe se houver cumplicidade e parceria, mas não houver amor. Amor é a base de tudo.

Ela é de lua porque tem um brilho extraordinário e tem suas fases da vida. Ela gosta de mudanças. Ora ela é a lua cheia: esbanjando felicidade, sentindo-se completa e realizada. Ora ela é lua nova: quer ficar mais no seu canto, quer passar despercebida. Ora ela é lua crescente: focada em seu futuro, buscando seus objetivos sem deixar transparecer muito suas vontades para que ninguém a atrapalhe. E ora ela é lua minguante: acorda com o pé esquerdo, mas ainda sim tem uma parte dela que chama a atenção, ainda sim tem uma parte dela que está tranquila, leve.

Ela é de lua porque hora ama, hora odeia, mas no fundo todos sabem que não consegue levar rancor. Não consegue esconder seus sentimentos das pessoas que ama, mas consegue colocar um bom disfarce no rosto na hora de ir trabalhar.

Ela é de lua e tem consciência disso e até gosta de ser dessa forma, porque sabe que esse seu jeito é único e ninguém jamais poderá mudar.

Sobre o Autor

Daniele Denez

Catarinense, uma boa escorpiana, ama momentos, música, histórias e boas risadas. Você sabe o seu nome, mas nem imagina sua história, você lê suas palavras, mas é impossível saber o peso que elas têm para ela.

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove