Você sabe amar?

O amor é o assunto mais clichê de todos os tempos. Desde a época de nossos avós, quando eles queriam estar com uma pessoa e não podiam por causa de seus pais bravos, até os dias de hoje, que somos acostumados a estar com quem quisermos. Ouvimos muitas histórias de amor. Algumas apaixonantes e outras que nos fazem pensar se realmente estamos falando desse sentimento. O sentimento mais falado no mundo é o amor, porém, vemos tantas histórias sendo destruídas, pessoas que se amam se afastando, e me pergunto: por quê?

Não fomos ensinados a lidar e sentir, por isso, muitas vezes, não existe o famoso final feliz. Os casamentos estão sendo desfeitos com muita facilidade: por quê? Será que amar é realmente tão difícil assim? Ou será que somos nós que o complicamos? Nossas crenças sofrem constantes mudanças a ponto de fazer com que deixemos de acreditar nesse sentimento, mas será que a culpa é mesmo dele? Ou será que é nossa? Será que o amor é mesmo fácil?

É fácil amar quando a pessoa está cheirosa, sem um alface no dente, com um cabelo impecável e com as unhas bem feitas. É fácil amar quando a pessoa não ronca, não arrota e não solta pum. Quando está subindo na carreira, alcançando seus objetivos e tendo sucesso. Quando está feliz, se amando e de bom humor. É fácil amar quando a pessoa não está de TPM ou quando ela satisfaz todos os seus desejos. É fácil amar quando a pessoa te mima. Mais fácil ainda é quando estamos alcoolizados.

É fácil amar quando estamos em uma festa, todo mundo bonito, cheiroso e com a bebida ajudando a dar um brilho a mais. É fácil amar alguém que não está presente 24 horas dos seus dias mostrando todos os seus defeitos e manias irritantes, quando ela não comete erros ou ainda quando não te chateia. É fácil amar alguém que não é seu oposto, que a família aceite e que tenha as mesmas vontades que as suas. É fácil amar recebendo elogios, carinhos e incentivos. É fácil amar nas datas comemorativas, quando você está de férias, tranquilo e feliz porque o ano está acabando. É fácil amar alguém em uma praia incrível, um deserto bonito, uma montanha elegante ou uma cidade dos sonhos.

Amar é fácil? Não, não é! Você saberia amar quando bater uma crise de choro, quando a autoestima estiver baixa? Ou quando tiver que ficar 2 meses sem ver o seu parceiro por conta de uma viagem ou tendo que conviver 24 horas com alguém sendo o teu oposto? Quando tiver que decidir a cor do quarto; enquanto um quer rosa e o outro quer azul? No meio da gravidez estressante, quando ambos não concordarem com o nome do filho? Quando a TPM bater e o rosto encher de espinhas, a parceira inchar, se trancar no quarto e só chorar, quando o estresse bater e nem o chocolate ser capaz de controlar? No meio de uma casinha humilde de madeira de um quartinho só, sem vista bonita e sem viagens empolgantes?

Quando seu parceiro disser que está errado, que você não está bonito daquele jeito ou não te dando a atenção que você quer? Quando você quiser sexo e seu parceiro não? Quando parceiro errar, se estressar e quiser passar uns dias fora? Você saberia amar para perdoar se o seu parceiro te traísse? Se final do ano as festas comemorativas forem um desastre, quando o companheiro tiver que trabalhar, fazer plantão ou ter que viajar à negócios sem você?

Quando acordar de manhã cedinho e o bafo de onça dominar, o travesseiro acordar babado e o quarto em um emaranhado de cheiro podre de pum abafado pelo cobertor? Quando tiver cueca espalhada pela casa inteira e ele na frente da televisão com uma cerveja na mão? Quando algo ruim acontecer na vida do companheiro a ponto de você não saber o que fazer?

Você saberia amar quando o seu parceiro precisasse de amparo porque algo extremamente ruim aconteceu? Ou quando ele se esquecesse da data que vocês completam 1 ano e saísse com os amigos e não com você? Você saberia amar mesmo com as indas e vindas da vida? Você saberia amar a ponto de abandonar tudo que lhe faz feliz para poder ajudar e estar próximo do seu parceiro?

Agora pergunto: você realmente sabe amar por inteiro? Passaria por cima de cada pedrinha como as citadas acima, entre tantas outras, para ficar ao lado do seu amor? O amor nos move, nos transforma. É puro, raro, libertador, intenso e verdadeiro. Se você conseguir enxergar seus erros e se transformar para melhor, vai conseguir encontrar a felicidade eterna ao lado de alguém que te transborde. O amor é um vício, por isso entregue-se, vicie-se. AME.

Texto publicado no SuperEla.

Sobre o Autor

Daniele Denez

Catarinense, uma boa escorpiana, ama momentos, música, histórias e boas risadas. Você sabe o seu nome, mas nem imagina sua história, você lê suas palavras, mas é impossível saber o peso que elas têm para ela.

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove